Greenpeace reconstrói Arca de Noé para protestar contra mudança climática

Berlim, 16 mai (EFE) – A organização ambientalista Greenpeace começou a construir uma réplica da Arca de Noé no monte Ararat para alertar os líderes dos pr

Berlim, 16 mai (EFE) – A organização ambientalista Greenpeace começou a construir uma réplica da Arca de Noé no monte Ararat para alertar os líderes dos principais países do mundo para o risco de uma catástrofe mundial devido à mudança climática, aproveitando a próxima cúpula do G8.

Um porta-voz da organização com sede no porto alemão de Hamburgo anunciou hoje que ativistas do Greenpeace iniciaram a construção de uma embarcação de madeira de 10 metros de comprimento por quatro de largura e quatro de altura a 2.500 metros de altitude na montanha, situada na fronteira entre Turquia, Armênia e Azerbaidjão.

"Estamos à beira de um segundo dilúvio universal. Mas ainda não é tarde demais. Se todas os países da Terra, com os países industrializados à frente, iniciarem uma mudança em favor do meio ambiente, poderemos evitar a catástrofe", afirmou Andree Böhling, especialista em energia do Greenpeace.

Böhling acrescentou que "os políticos devem assumir sua responsabilidade e não podem continuar vendo a ameaça de o mundo ser submerso em marés, tempestades e inundações, enquanto milhares de pessoas perdem seus lares, plantas e animais são extintos e as doenças e as secas se espalham".

Após mencionar o recente relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) sobre os graves riscos contidos na mudança climática, o porta-voz do Greenpeace disse que as nações mais industrializadas devem comprometer-se a reduzir suas emissões poluentes e aprovar um protocolo mais amplo que o de Kyoto.

"Após muitas promessas não cumpridas, na cúpula do G8 em Heiligendamm devem ser produzidos, de uma vez por todas, fatos", disse Böhling. Ele exige que os países industrializados reduzam em 30% suas emissões até 2030 e em 80% em 2050, frente a 1990.

O representante do Greenpeace acrescentou que "a chanceler alemã, Angela Merkel, tem um papel de destaque como anfitriã do G8. A Alemanha deve dar o exemplo e comprometer-se a reduzir em 40% as emissões que produzem o efeito estufa".

Segundo Böhling, para frisar ainda mais suas reivindicações, uma caravana com 40 cavalos carregou, dos pés do monte Ararat na Turquia, um total de 12 metros cúbicos de peças de madeira para construir a Arca do século XXI.

A réplica da embarcação bíblica será reconstruída por 20 carpinteiros alemães e turcos, e, no futuro, será usada como um albergue na montanha.

A réplica da Arca de Noé será inaugurada oficialmente em 31 de maio com a leitura de uma declaração climática e um grupo internacional de alpinistas que escalará o monte Ararat, de 5.137 metros de altitude, para exigir que os líderes mundiais se preocupem com a proteção do meio ambiente.

Deixe um comentário